Técnicas da Acupuntura Veterinária.

Agulha seca:Introdução de finas agulhas nos chamados acupontos. As agulhas são as mesmas utilizadas na acupuntura humana e os animais suportam bem esta técnica.

Eletroacupuntura (eletroestimulação):

Estimulação dos pontos de acupuntura por corrente elétrica para potencializar o seu efeito ou para produzir analgesia. É utilizada principalmente em animais com dor e em quadros de paralisia.

Moxabustão (moxa):

A moxa é um método terapêutico no qual a Artemísia vulgaris (ou outra erva) é queimada sobre a pele ou acima dela nos acupontos. No caso dos animais ela pode ser acoplada à agulha de acupuntura ou aplicada de forma indireta sobre o ponto. É usada em diversas patologias, sobretudo em animais geriatras.

Farmacopuntura:

É a injeção de
substâncias em pontos de acupuntura e tem o objetivo de promover a ação de determinada substância que pode ser fitoterapia, homeopatia ou outras, potencializando o efeito destes fármacos.

Laserpuntura:

É a utilização do laser de baixa freqüência em pontos de acupuntura, utilizada em animais que não permitem agulhas. Os felinos são particularmente beneficiados com esta técnica.

Implantes de ouro:

É a inserção de pequenos fragmentos de ouro 18k em pontos de acupuntura para produzir analgesia permanente. É uma técnica utilizada em patologias osteomusculares, como a displasia coxo-femoral, onde o animal precisará da acupuntura pelo resto da vida. É uma forma de estimulo contínuo dos pontos. O animal precisa estar sedado e o ouro não causa reação no organismo.